Archive for the 'Ford' Category

27
Nov
10

“The White Van Man”

A ocasião fez com que há algum tempo tivesse necessidade de bastante espaço para transporte.
Nesse sentido, aluguei por um dia uma Ford Transit que julgo ter qualquer coisa como 2200cc e 115cv, com a qual fiz cerca de 120 Km.
Nota-se, principalmente com a “caixa vazia”, que anda manifestamente mais do que devia, mas a verdade é que é necessária muita força para levar toda a carga e peso que permite.

A Ford é mais que competente neste trabalho e só me lembraria de um nome igualmente sonante para uma carrinha destas, mas talvez com menor espaço, a Toyota Hiace.
Calhou-me esta e foi naturalmente adequada.

E assim, é claro que é natural que os “White van man” se sintam os maiores…

E que haja “malucos” que se lembram de pensar numa proeza como fazer uma competição com um monte de carrinhas destas (fordtransitrophy.com)

Mais fotos e videos(!), aqui: http://fordtransitrophy.blogspot.com/

E… não resisto:

Anúncios
28
Mar
10

Megane RS 250

Fiquei sempre muito reservado quanto ao novo Megane…
O novo look foi demasiado arrojado para mim, mas com o tempo fui me habituando a ele. Agora, voltei a ver um vídeo do RS, que parece deixar claro que este será sem dúvida o “hot hatch” do mercado agora…
Ainda não engulo bem o para-choques da frente e acho que tem um ar um pouco “tuning”, mas a verdade é que está “engraçado”.

E quem vai querer uma versão Sport “normal”? para ter A/C automático e um carro mais confortável?!?
Quando se pode ter um carro com um diferencial autoblocante de “deslizamento limitado” que faz maravilhas e um chassis mais apurado… E por menos dinheiro… Quais simulações de diferenciais autoblocantes como tem a Seat…

Talvez seja melhor mesmo eu não ter um carro destes na mão…

Já agora, um comparativo interessante da EVO com o Focus RS (teoricamente bem superior):

19
Nov
09

S2000 – Porque sim! (Fiesta M-Sport)

Quem segue há algum tempo este blog sabe que eu acho que os S2000 tem um lugar muito especial nos ralis.
– Como prova de que uma marca tem capacidades para desenvolver tecnologia baseada em carros de série (que depois pode reverter), mas sem grandes complicações tecnológicas para haver verdadeira competitividade entre os vários “players”.
– Como forma de promover a modalidade porque traz os investimentos de volta a valores que os WRC fizeram escalar.
– Como forma de promover a “competição-cliente” através da venda dos kit’s a privados, mas também porque estimula as representações locais das várias marcas a se mostrarem aos seus clientes nos ralis.

O sr. Malcom Wilson e a M-Sport estiveram nos últimos meses em árduo trabalho para preparar este novo S2000, o Fiesta, que com toda a certeza trará mais êxitos para a marca norte-americana e ele próprio afirma que “é a primeira vez em cinco anos que podemos oferecer um carro para lutar pelas vitórias nos diversos campeonatos nacionais pelo mundo inteiro.
Sabendo de antemão que esta equipa não brinca em serviço e que experiência não lhes falta, não é difícil imaginar que o Fiesta começará com um nível elevado, no entanto, a bitola já está bem alta, basta ver o que o “estreante” Fabia fez este ano um pouco por todo o lado, ou a grande capacidade do 207, para além da quase inexistência de resultados dos Punto, que sendo o “primeiro” agora parece que perdeu um pouco o comboio.

Curioso é o facto de terem optado por desenvolver um S2000, enquanto a Citroen diz que não se vai decidir enquanto não houver clareza nos regulamentos (só que entretanto vai desenvolvendo um Citroen DS3 R3 com um motor 1.6Turbo, já que já tem um S2000 nos estiradores do grupo…)

Para além da aposta no desenvolvimento foi curioso verificar a promoção de marketing que fizeram em volta deste projecto, com a divulgação a conta-gotas de fotos, vídeos, e pequenos press-releases, até ao site, que contém muita informação e multimedia, vale a pena passar por lá.

16
Mar
09

Ford Fiesta 1.2 2007

De novo num aluguer, tive oportunidade de testar um carro que já há algum tempo tinha curiosidade, mesmo não
sendo a (completamente) nova (e atraente) versão do Ford Fiesta.

ford_fiesta_255-1024
Foto: www.desktopmachine.com
(versão ST “pré-fecelift” – oxalá tivesse sido este… seria bem interessante)

A primeira coisa a destacar, especialmente depois da decepção do micra, é sem dúvida a robustez deste carro. Mesmo com as dimensões compactas que tem, é um conjunto que se sente ser sólido e muito bem construído (por dentro e por fora), não estivesse a Ford, na Europa, a seguir os pregaminhos dos alemães há alguns anos. Tem bom espaço atrás, mas a mala não é das maiores.

Este fiesta tem uma posição de condução estranha pois é um pouco alta e o volante está mais em cima do condutor do que o habitual (pelo menos em comparação com o que estou habituado), mas segue a famosa “máxima” de “primeiro estranha-se, depois entranha-se”, motivada pela excelente relação entre posição do banco, pedais, ângulo do volante e posição da manete de velocidades (um pouco mais alta também que o normal ao contrário da versão anterior a esta que em que era mesmo muito baixa). Só mudaria mesmo os bancos que não são nem do mais envolvente, nem confortável que existe nesta gama de carros… (se fosse o ST 🙂 )

fiesta

O motor 1.2 ZETEC é um meu velho conhecido. Fiz bastantes kilometros com este Fiesta de 1997, da altura em que este motor foi lançado e ainda conduzi algumas vezes dois outros dessa mesma geração.
A sua potência e elasticidade faziam com que, à data, arrasasse a concorrência em prestações, fazendo jogo igual, muitas vezes, com carros com mais potência e cilindrada. Mas está diferente. Certamente com algumas evoluções e alterações, tanto a nível de electrónica como da relação de caixa transformaram a potência pura, pela qual era necessário puxar, em muito binário e disponibilidade (noto bem a diferença) a baixos regimes, em favor da redução de emissões e diminuição dos consumos, tanto por obrigatoriedade legal, como também pelo dramático aumento do preço dos combustíveis nos últimos anos.
Infelizmente, aquele motor que era uma pequena bomba, agora anda claramente menos que o Micra que já aqui falei e também que o clio III (que também recentemente tive oportunidade de testar novamente depois de uma curta experiência há algum tempo, edesta vez achei que andava muito bem) sem que os consumos tenham descido radicalmente.
Eu não ando propriamente devagar, até é verdade, mas com o mesmo condutor que o micra, fazendo praticamente o mesmo trajecto e kilometragem fez 7,3l/100Km e pelo que vi, se não tivesse tido alguns cuidados tinha facilmente sido mais (recordo que o micra fez facilmente 6,5 sem nenhum cuidado com consumos…).

Para o fim, fica o melhor. O Fiesta é um carro para o condutor. A direcção é super-precisa e sente-se o que está a acontecer, o chassis muito equilibrado, acutilante, pois vira sem hesitação ou perdas de tracção e divertido até (o quanto pode ser num carro pequeno de tracção à frente), sendo possível, quando se provoca, obter alguma sobreviragem ao “levantar o pé” em curva.
A única coisa que se pode apontar em termos dinâmicos é alguma trepidação por não ter muito apoio aerodinâmico, mas só a velocidades bem para lá do que se pode/deve andar… (penso que não só por causa do tamanho pequeno e desenho do carro, mas também por causa da sua altura ao solo, pois a verdade é que apesar de ter um chassis exemplar, essa característica não é forçada por ter “molas baixas” ou suspensão demasiado firme.)

A evolução da geração que eu conhecia para esta foi grande, perdendo alguma coisa em conforto e performance pura, mas ganhando em habitabilidade (apesar de tudo) e dinâmica. Em geral gostei muito e fiquei com muita curiosidade de experimentar o novo Fiesta, pois se o “salto” for semelhante, penso que será um carro mesmo muito bom.

12
Jun
08

“Bolas” para os custos

Um verdadeiro RS?

..
.
Não.
Apenas um upgrade ao ST com um diferencial inteligente e 280cv. Acredito que vá pôr os restantes “hot hatches” Megane, Golf, Civic, Astra, Leon, tudo em sentido, mas não passará para a liga dos Mitsubishi e Subaru.

Fotos e mais algumas informações no motorpasion.

09
Abr
08

Focus reanima lenda

Os velhos Sierra e Escort Coswrorth são automóveis míticos.
Nos ralis ou na estrada, são inesquecíveis e, ainda hoje, grandes carros.
Não sendo mais necessário ter tracção integral nos seus veículos de produção para homologar as versões de competição para os ralis, o Focus RS, que foi consecutivamente adiado, só trouxe metade dos ingredientes. Era um pacote interessante mas não realmente eficaz.

Menos eficaz, e isto é ridículo, que o próprio Escort Cosworth:

E penso que a versão ST actual (não sendo um topo de gama) provavelmente é capaz de ser suficiente para bater o antigo RS… Partindo deste pressuposto, foi com muito entusiasmo que li que foi avistado em testes no Nurburgring um Focus que representará o futuro topo de gama do modelo e segundo quem lá esteve a ver, conseguiram identificar um diferencial traseiro e com um comportamento tipicamente de tracção total. A se confirmar, mesmo que seja sem os hipotéticos 350cv, concerteza haverá potência de sobra para os Subarus Impreza e Mitsubishi Lancer ganharem um rival de “conceito”.

Way-to-go FORD!!

02
Mar
08

S2000 – Porque sim! (Fiesta)

fiesta.jpg
Foto: http://www.rallysportmag.com.au/

Ford Fiesta – Desenvolvimento privado pela Britek Rallye Sport para a Subsidiária da Ford na Australia em 2007. Parece que é um cocktail de peças da M-Sport, nomeadamente, chassis e carroçaria do S1600 (tb ele pouco evoluído pela marca e com pouco sucesso), motor dos Ford de turismo, etc…
Por enquanto tem apenas homolgação para os campeonatos da Ásia Pacífico, mas a equipa de desenvolvimento está em processo de homologação junto da FIA (ver aqui).
Este modelo do Fiesta deve ser descontinuado dentro de pouco tempo, pelo que não o projecto não deverá ter grande sucesso internacional.