Arquivo de Setembro, 2009

30
Set
09

F1 2008 vs 2009

Só me estou a cruzar com isto quase no fim da temporada, mas vale a pena ver na mesma!

23
Set
09

Seat Ibiza 1.2 2009

Depois de ter conduzido o Seat Ibiza 1.4 TDI, agora tive comigo um 1.2 THP. Digo já no início, é metade do carro (e atenção que o 1.4 TDI não é nenhum canhão…). O motor 1.2 THP é muito fraco e barulhento. Aliás, se todas as estradas fossem a direito, talvez nem se notasse muito a falta de rendimento nem o barulho, mas a questão é que para andar a um ritmo mais ou menos rápido, é preciso puxar por ele, que é quando aumenta (muito) o barulho. Em subidas, é bastante fraquinho. O último carro que me lembro de conduzir e ter esta sensação, foi o 206 1.1 que era claramente submotorizado. Ainda assim o 1.2 do Seat é melhor que isso. Mas é claramente inferior à maioria dos motores da concorrência. Quanto aos consumos, se eu disser que fiz 434 km no total com uma média de 9,6l/100Km talvez seja um pouco inacreditável, mas é verdade. e atenção, eu não ando devagar, mas sou a mesma pessoa que fez 6,5 num Micra, 7 e tal num Fiesta e 8 num Mazda 3 (maior, mais pesado e motor 1.3). Face ao 1.4 TDI este motor é claramente irritante, pois se o outro também faz barulho, a verdade é que muito antes de começar a fazer demasiado barulho está a andar muito mais que o 1.2. Espero com curiosidade o 1.2 TSI do grupo VW para ver um motor realmente interessante.
Curiosamente, apesar dos interiores serem iguais ao outro que tive, depois de ter visto o Fabia, já não fico impressionado nem com a montagem, nem com os materiais dos interiores do Ibiza. Em espaço são muito semelhantes, mas em robustez o Skoda “ganha”.

18
Set
09

Depressa e bem

Foi como se andou em Espanha, no Rali Príncipe das Astúrias.

Mais uma vez, o único Punto (não querendo estar a bater no ceguinho…) a andar alguma coisa de jeito foi o Basso. Mas também teve azar desta vez.
O Wilks e o Gardmeister com o Proton e o Opel andaram a levar “calendários” dos outros (andaram nos 15 primeiros, mas longe do “topo”)…

18
Set
09

Punto S2000

O actual nível de competitividade do Abarth está bem patente na lista de inscritos de SanRemo:
cerca de 23 S2000 num rali Italiano, mas apenas 4 Punto. Sendo que apenas um é privado…

  • Já tenho as minhas sérias dúvidas que se vão aventurar no WRC…

  • 16
    Set
    09

    Golf VI R

    Ok… Já não quero o GTI!
    Quero este…
    O R largou o tradicional e melodioso, mas pesadão V6 em favor do 2.0. Melhorou em tudo desde a economia à potência…
    2.0 TFSI, com 270cv, tracção 4 rodas, finalmente poderá ir até 100% tracção para as rodas traseiras como nos últimos Audi e um look muito, muito interessante.
    Cuidado Seat Leon Cupra, Megane RS 250, Audi S3 e… Focus RS. Demais?

    VW-Golf-R-270HP-7

    VW-Golf-R-270HP-8

    VW-Golf-R-270HP-10

    16
    Set
    09

    “Tenx uma maneira exquexita de falar”

    Talvez seja como a coca-cola…
    ?!?!?

    ferrari_458_italia_salon_frankfurt-2

    Ferrari 458 Italia

    16
    Set
    09

    Também assinei!

    Sonho de meninos, seria ver os F1 actuais se de gladiarem pelos socalcos que formam a nova pista do Algarve…
    Enfim, de qualquer forma, este fim-de-semana existe uma grande oportunidade de ver a GP2 no Algarve, algo que já foi considerado como uma pista para o facto de Portugal se estar a aproximar do grande circo. se é verdade ou não, não faço a mínima ideia…

    Link para petição “Regresso da Formula 1 a Portugal”: http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=PTF1

    Uma dica blogtorsport

    16
    Set
    09

    Armindo Araújo “campeão”

    No final do terceiro ano desta aventura mundial, eis que finalmente vemos o nosso Armindo Araújo no sítio onde ele está sempre bem, num degrau mais alto de um pódio.
    Durante este tempo batalhou muito contra o azar e aprendeu com toda a certeza mais do que em todo o resto da sua carreira de ralis. A perseverança, regularidade e a sua rapidez inata fez com que, este ano, finalmente atingisse o objectivo.
    Não segui este último rali de forma nenhuma, por isso foi realmente uma surpresa para mim a sua “vitória”, desta vez com (e parafraseando o próprio Armindo…) uma “p*** de sorte
    (“campeão” com aspas porque infelizmente ainda não é confirmado.)

    O futuro não será nada senão tortuoso… Apesar de ser uma boa bandeira para hastear aos patrocinadores, o facto de ter o “caneco” não facilitará a escolha do próximo ano. Independentemente do facto de conseguir ou não reunir budget, o facto de a FIA continuar sem definir, de uma vez por todas, o futuro, deixa todos um pouco à mercê da sorte, porque já sabemos que depois quem tiver feito as melhores opções em termos de experiência, poderá beneficiar disso no futuro. Por exemplo, terá o Bernado optado bem por um S2000 (para além de ter sido o desgraçado do Punto)? No início da temporada vi alguma lógica nisso, por prepará-lo para o futuro, mas parece que continuamos à mesma distância desse futuro…

    Mas o que interessa é que temos o Armindo campeão de novo, agora à escala mundial!
    E venha o rali do Centro, para o vermos dentro de um Evo X a lutar com o melhor quinteto dos ralis em Portugal – B.Magalhães/C.Magalhães/Peugeot Portugal/207 S2000/BF Goodrich (inclui os pneus porque na verdade os S2000 com Pirelli não se costumam dar bem, e porque o Armindo suponho que utilizará a marca italiana), repetindo um duelo que é sempre interessante de ver mas que poucas vezes tem durado muito.

    16
    Set
    09

    1ª Experiência Skoda

    Recentemente tive a minha primeira experiência Skoda.

    E até o posso dizer num sentido lato.

    Antes de testar uma Skoda Octavia Combi de 2001 1.9 TDI com 110cv colhi a experiência de quem sabe:
    O Skoda Octavia 1.9 TDI [110 CV] é um automóvel extremamente robusto e fiável. Ainda assim, será bom tentar perceber o bom funcionamento do turbo [órgão mecânico mais sensível a deficientes utilizações] e do medidor massa ar, sobretudo se se tratar de uma unidade com muitos Km’s ou da qual desconheça o[s] proprietário[s] anteriores.
    Aproveite ainda para verificar o bom funcionamento dos vidros eléctricos e o desempenho dos ‘silent blocks’ [‘sinoblocos’, em gíria automóvel], usando, neste último caso, uma estrada com altos e baixos e uma ‘orelha afinada’ para ouvir eventuais sinais de desgaste.

    Skoda – Sem Limites – com a devida permissão dos autores.

    Se o aspecto geral interior e exterior não me surpreendeu foi mesmo porque o dono actual não tem muitos cuidados com ele nesse aspecto, mas a nível mecânico, com uns saudáveis cerca de 180000 km, está muito bem tratada. Trocou a distribuição sempre que recomendado e teve sempre óleos e filtros quando necessário. “Está satisfeito com a Skoda?” “Sim, 0 problemas até hoje.”
    É um carro muito espaçoso e mesmo tendo em conta que o desenho original deste modelo é do final dos anos 90 não está demasiado datado. Estivesse com outro aspecto, não necessitasse de pneus rapidamente, e de carregar o A/C e seria um excelente negócio. O motor respira saúde, não denotando quaisquer problemas de turbo ou do medidor de massa de ar. Não cheguei a prestar muita atenção aos pormenores eléctricos dada a forma como estava o carro.

    Mas a minha experiência não pára por aqui. Recentemente, passei algum tempo com um colega que está a pensar trocar de carro, aproveitando o incentivo para abate do estado em conjunto com os valores que algumas marcas acrescentam. Ele já tinha visto várias marcas e modelos (segmento utilitários) até que lhe disse, repetidamente, para passar na Skoda. Inicialmente, alguma coisa fazia com que eu lhe dissesse isso e parecia que ele não ouvia. Até que quase o arrastei até lá. resultado… ficou surpreendido com a qualidade geral, equipamentos, acabamentos e preços da marca. Nos últimos dias, já só o oiço a falar na Skoda… ao ponto de já ter andado a rondar o Octavia. Ao me sentar, no stand, dentro de um Fabia, tive a percepção da qualidade deste novo produto. Já conhecia o Fabia anterior, mas este foi um verdadeiro passo em frente. muito bem construído, sólido e homogéneo. E com um design apelativo.

    Nestes dias apercebi-me de duas coisas.
    1. O estigma que a Skoda continua a viver. Apesar de estar continuamente a desenvolver produtos de qualidade e bastante fiáveis, continuam a não ser uma opção para muita gente que se calhar ficava bem servida com um. Estive a verificar e nem no top 20 de marcas ou modelos de carros vendidos em Portugal se está.
    2. Diferenciamento por preço em Portugal. Se a skoda batalha o estigma com o preço, realmente apelativo pelo pacote que normalmente representam, percebi finalmente como a Nissan combate neste segmento com um produto que não gostei nem um pouco – pela estratégia muito agressiva de venda. para além de tentarem fechar negócios assim que possível estão a fazer preços realmente tentadores para quem não se importa muito com determinados aspectos.