23
Mar
09

Toyota Corolla E12 1.4 VVT-i

Não há muito para dizer ainda, mas posso contar porque optei por ele.
Adquiri o Corolla no final de Janeiro, tinha cerca de 58000Km e é de 2002. Cá em casa já tínhamos o Yaris e um Citroen Saxo 1.5D comercial de 1999. Mas ter dois carros pequenos, com uma criança em casa, deixou de ser muito cómodo. O Citroen foi um bom companheiro de mais de 3 anos, essencialmente por não dar muita chatice e gastar mesmo muito pouco, mas agora era inconveniente e também começou a dar umas chatices… (em menos de 2 semanas gastei quase 300 euros com ele).

Posto à venda, comecei a procurar umas alternativas de usados familiares, não necessariamente carrinhas nem diesel, pois não fará tanta diferença ser gasolina ou diesel, e que fosse um carro para ficar na família alguns anos porque temos outros investimentos para fazer.

De repente, quase sem solicitar, apareceu-me um excelente negócio para deixar o Saxo e trazer o Corolla para casa. Depois de dar uma voltinha e apreciá-lo bem, não tivemos dúvidas e trouxemo-lo para casa.

Tinha três coisas apenas a apontar.
1. Borracha do vidro do passageiro da frente danificada. Não impede a abertura normal do vidro, mas está a gerar muito ruído aerodinâmico e está feio…
2. Buraco no estofo causado por cigarro (Já foi arranjado com um bocado de tecido cosido. quase nem se nota)
3. Pneus da frente (Pirelli P6000) “secos” e gastos quase no limite.

O que tenho achado?
Cada vez mais gosto dele. É muito confortável e é completamente diferente usar um carro desta gama em vez de um utilitário.
Gosto muito da cor dele, não só por ser pouco comum, mas porque estava cansado de cinzento de ambos os carros. É um SOL por isso está razoavelmente bem equipado e não nos faz falta nada.

Não fossem ser uns pneus razoáveis de si mesmo, não teria aguentado este tempo todo sem os trocar. Noto que a velocidade e colocação em curva é muito penalizada pelos pneus.

O motor, cá na Madeira, e vivendo como eu numa rua bem inclinada, não me tem permitido fazer médias inferiores a 11 lt/100 (sempre com umas “esfregas” pelo meio… mas mesmo nas calmas não consigo baixar de 10… médias do computador de bordo).
Por acaso nos últimos anos quase não conduzi carros a gasolina… mas agora que voltei a conduzir com frequência um, mesmo não sendo um motor mítico e mesmo que de vez em quando sinta a falta do turbo a ajudar que tenho no yaris, deixem-me dizer uma coisa:“REV’s REV’s REV’s”! adoro motores a gasolina!

Infelizmente só estou um pouco apreensivo com o facto de ter um familiar com um E12 1.4 igual (mas de 2004) e noto que esse anda um pouco mais que o meu, ou é mais reactivo, não percebo bem a diferença, mas noto…
As velas são novas, trocadas à minha frente… (embora sejam completamente standart)
Sobre o comportamento, embora ainda condicionado pelos pneus, noto que “enterra” um pouco a frente, até mais que o yaris em algumas situações. Ainda assim, reparo que às vezes chego às curvas muito mais depressa do que parece.
Acho que a direcção não é tão precisa como o Yaris, muito provavelmente pela extra-suavidade da D.Assistida.

Está feita a apresentação do Corolla.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: