Arquivo de Janeiro, 2008

28
Jan
08

WRC: Monte Carlo 2008

Ainda sem acreditar que no próximo ano este rali não faz parte do mundial, lá vi os resumos da prova, para ver um Loeb imbatível no asfalto… Creio que não falharei muito em dizer que, este ano, as vitórias no asfalto serão ainda mais fáceis, pois na concorrência não há ninguém ao nível nem do C4 nem de Loeb e mesmo Sordo, penso que só consegue secundá-lo. Duval, que poderia ser talvez o único piloto a incomodá-lo, não tem calendário certo nem neste rali esteve com o “carro de fábrica”, mas é mesmo assim… já teve a sua oportunidade e não aproveitou.

Creio que o que mais se destaca neste rali é mesmo a Subaru… Com dois pilotos não especialistas de asfalto, e um carro obsoleto que nunca foi bom para este tipo de rali, fizeram apenas menos um ponto que a Citroen. No defeso parecem ter afinado bem o carro. Veremos o que conseguem fazer daqui para a frente até chegar o novo Impreza. Sim, porque também esteve em destaque a notícia do novo Impreza ter feito cerca de 1000Km’s de testes na Sardenha.
Boa “estreia” para o Suzuki que, apesar dos problemas de fiabilidade, manteve-se dentro do top 10, no caso com Per-Gunnar Andersen que veio dos S1600, e garantiu o primeiro ponto para a marca.

Anúncios
24
Jan
08

Fiat Bravo 2008 (1)

Fica aqui a nota para um post (não muito entusiasmado…) no blog dos jornalistas do Automagazine, em relação ao lançamento do 1.6 Multijet.
Ao que parece, será lançado em Portugal em Junho.

23
Jan
08

Fiat Bravo 2008

aqui falei do Fiat Bravo…

Este carro é uma verdadeira surpresa.
Não só em termos estéticos, de qualidade percepcionada, gama de motores como de qualidade efectiva comprovada por jornalistas da especialidade em toda a imprensa da área.
Automotor (1)
Automotor (2)
Autohoje (1)
Autohoje (2)
Turbo (1)

Os motores muito apelativos – para começar, um 1.4 Turbo com 150cv a gasolina e um 1.9 Multijet também com 150cv – numa faixa de preço inferior à concorrência fazem deste carro uma proposta arrebatadora, mas a verdade é que o “melhor” (leia-se, o que mais irá vender, ou seja, melhor para a marca) será o motor que se segue… um diesel de 1600cc, com potências de 105 e 120cv.
Se, como já se sabe, a maior parte das vendas actuais são de carros diesel, não é de estranhar que este venha a ser o best-seller da Fiat (isto, claro, logo a seguir ao novo Fiat 500), pois enquadra-se num dos segmentos mais vendidos na Europa .
Não sei quando chegará a Portugal, mas quem pretende um automóvel nesta gama, e com estes níveis de potência, aconselho vivamente a esperar para experimentar, pois pode (e creio que deve) valer a pena.

Quem teme pela fiabilidade dos FIAT aconselho a leitura do artigo do www.motorpasion.com sobre este novo motor, (onde se encontram muitas mais informações sobre o lançamento deste motor e várias fotografias), onde se pode ler a seguinte passagem:
Debe destacarse que el nivel de fiabilidad alcanzado en el motor 1.6 16v es fruto de numerosos test específicos efectuados al motor y a cada uno de los componentes durante las distintas fases de desarrollo. En efecto, entre desarrollo e industrialización, han sido llevadas a cabo 40.000 horas de prueba en el banco y acumulados aproximadamente 1.000.000 de Km en el vehículo. Los test han sido dirigidos, además de a la definición funcional de los componentes, a la duración de los mismos a lo largo del tiempo y han permitido lograr elevados estándares de calidad.

18
Jan
08

S2000 no Grupo N

Muito se fala nisto desde o início desta nova categoria e está mais que claro que não “cabem no mesmo saco”, e é possível inclusive criar metáforas muito interessantes para descrever a diferença.
Mas, eis que, de repente a FPAK faz o inverso do que é habitual… Normalmente a FPAK deixa a FIA tomar as decisões e aplica-as imediatamente nos seus campeonatos. Desta vez decidiram mudar os S2000 de classe, antes da FIA definir novas regras.

A decisão é boa e esperemos que represente um pouco de futurologia, pois a situação actual é que não está nada bem.
1 piloto apenas no PWRC com S2000 pode ser que tenha poucas probabilidades de ganhar… mas se calhar é o suficiente para, no próximo ano, “acenderem-se umas luzinhas” em algumas cabeças e haver um monte deles…

15
Jan
08

Melhor/pior 2007 – ralis PT (8)

MOMENTO A ESQUECER:

O projecto My-Road Motorsport, por tudo o que prometeu ser, e por tudo o que não foi, é o “momento” mais decepcionante do ano nos ralis.
Há muita coisa mal contada, e não sou eu que sei alguma coisa sobre isso, no entanto este episódio prejudicou:
O Vitor Sá – talvez o maior prejudicado. “Tem dinheiro, compra sempre os carros melhores que os dos outros, com melhor material”, etc… Tudo se ouve dele. Mas a verdade é assim: “quem pode, pode!” E se ele pode, deixá-lo.
E, da maneira que ele costuma gerir as coisas, nunca nada fica deixado ao acaso nos seus projectos. Tudo sempre gerido de forma profissional (sem o ser). O projecto com o Toyota S2000, para uma época inteira no Nacional de ralis, era uma aposta inédita para ele… inédita porque representava uma marca a nível nacional, inédita porque partilhava equipa com outro piloto, e inédita porque inclusive assumiu os patrocinadores “nacionais” no campeonato da Madeira…
O António Rodrigues, porque ficou simplesmente parado este ano e gerou uma expectativa gorada… Quem sabe agora quando o veremos de novo!?
Os ralis nacionais, também pela expectativa que foi criada em volta de um projecto com 2 (!) S2000…
A Toyota, porque acabou também ficando com o seu nome de certo modo manchado…

Enfim, toda a novela foi lamentável.

15
Jan
08

Melhor/pior 2007 – ralis PT (7)

MOMENTO MAIS ALTO:

O regresso do WRC a Portugal foi sem dúvida o ponto alto do ano.
Gostaria também dizer aqui que gostei muito, mas mesmo muito de ver o nível competitivo do Armindo Araújo no PWRC de 2007 face a pilotos muito mais rodados a nível internacional. É realmente uma pena que não tenha tido melhores resultados.
Pena também é que, a esta data, ainda não tenha confirmado o projecto para 2008.
O facto de vermos um português de novo ao volante de um WRC, embora, repito, sem os melhores resultados, é muito bom, especialmente porque perdemos a possibilidade de os ter nos campeonatos nacionais.

15
Jan
08

Melhor/pior 2007 – ralis PT (6)

RALI A MELHORAR:

Acho que, em geral, nos Açores, não se atravessa a melhor fase nos ralis.
E, neste momento, chegamos ao ponto de haver petições para uma equipa “não gastar tanto dinheiro” nos ralis (simplificando muito as coisas).
Sem o apoio das tabaqueiras, nos Açores, houve uma grande quebra nas verbas disponíveis para “torrar” nas competições automóveis, seja em patrocínios a pilotos como a provas. E por isso mesmo, o panorama geral não é o melhor.
No entanto, acredito que há recuperação possível, porque a “Aficcion” existe, e porque, a pouco a pouco, outras empresas e cada vez mais diversificadas, vão apostar na divulgação através deste meio.

E a verdade é que têm existido algumas iniciativas de “troféus” organizados a nível privado que têm tido bastante sucesso, logo, pelo menos, é possível começar a ligar pilotos a empresas, primeiro com orçamentos mais limitados, que vão crescentemente evoluindo como por exemplo também tem acontecido na Madeira com Corsa’s, Cinquencento’s, Starlet’s, Saxo’s, Yaris, C2…